©2018 by Andy Barbosa

Uma Empresa é um Organismo Vivo! Ainda não caiu a ficha?

A visão da empresa como um Organismo Vivo é um novo mindset que pode e deve ser utilizado como motor propulsor de mudanças do comportamento e da cultura organizacional.

 

 

 

Uma das metáforas que utilizo no processo de sensibilização e condução da Transformação Ágil nas organizações é a que considera a empresa como um organismo vivo, formada por Corpo, Mente e Alma.

 

Este conceito foi desenvolvido pelo Roberto Tranjan, criador da metanóia, há alguns anos e está, na minha opinião, mais atual do que nunca.

 

Vamos entender um pouco mais...

 

Corpo, seria tudo aquilo que ocupa a maior parte do dia a dia da empresa: são os produtos e serviços, os estoques, a estrutura física e organizacional, os equipamentos e ferramentas, o caixa, o lucro, os processos, os controles, os indicadores e relatórios, ou seja, tudo que é tangível ou visível dentro da organização.

 

Mente, seria a dimensão estratégica e filosófica da empresa: a definição do negócio, a missão, visão e valores, as competências, os diferenciais competitivos, a relação com os clientes e o mercado, a relação com o futuro, a compreensão das tendências, as estratégias e o foco. A Mente, portanto, seria a parte do organismo que pensa estrategicamente o negócio.

 

Alma, seria a dimensão que completa a tríade, e faz lembrar que toda a empresa é constituída por pessoas e, portanto, tem sua identidade, valores e cultura, sendo composta por: qualidade dos relacionamentos e interações, motivação, comprometimento e engajamento, comunicação, trabalho em equipe e liderança. A Alma, dessa forma, é que trata das relações internas da empresa.

 

Entendidas as partes, podemos ir além...

 

Qualquer desiquilíbrio no sistema, ou organismo vivo, geram anomalias, distorções ou doenças, como ocorre em qualquer ser vivo. Em se tratando de empresas, aquelas com muito Corpo, por exemplo, tornam-se empresas objeto. Já as empresas com muita Mente, ou seja, muita estratégia, acabam desnorteadas. E as empresas com excesso de Alma, tornam-se muito sensíveis. Isso acaba criando empresas de resultados parciais, fragmentados e mutilados.

 

O grande desafio, portanto, é alcançar e manter o equilíbrio de todo o organismo. Enxergar a empresa com Corpo, Mente e Alma, muda a visão do que é de verdade uma empresa. Muda a forma de gerenciá-la. Muda, de maneira impactante, a relação do líder com o negócio e seus liderados, muda a relação das pessoas e trato com os clientes. A consequência disso é a possibilidade de se alcançar resultados mais plenos, consistentes e dignos para todos.

 

Por isso, uso e recomendo esse novo mindset como motor propulsor de mudanças do comportamento e da cultura organizacional, facilitando a Transformação Ágil nas empresas.

 

Please reload

Our Recent Posts

Please reload

Archive

Please reload

Tags

I'm busy working on my blog posts. Watch this space!

Please reload