©2018 by Andy Barbosa

Cultura Organizacional nas empresas Ágeis: menos regras, mais valores!

Compreenda por que o resgate e a renovação da Cultura Organizacional é um dos maiores desafios da Transformação Ágil.

 

 

Muitas organizações estão prosperando há anos ou décadas, ganhando dinheiro, expandindo mercados, superando crises e crescendo seus negócios. Porém, algo não vai bem. As pessoas não estão satisfeitas. Todos reclamam. Clientes, diretores, líderes, colaboradores e, até mesmo, os donos da empresa. O desempenho e os resultados já não são mais os mesmos. As taxas de crescimento vem diminuindo. Muitos problemas são diariamente diagnosticados e, mesmo quando a maioria das pessoas os enxergam, não conseguem resolver, mudar ou melhorar. Qual é o motivo disso?

 

Na maioria das vezes, os problemas não são causados diretamente por aqueles que atualmente fazem parte da organização. Grande parte é fruto da própria cultura organizacional enraizada, plantada e alimentada pelos maus hábitos ou práticas ultrapassadas, e que os atuais gestores, líderes e pessoas não conseguem modificar, por estarem envolvidos demais, por não ter autonomia, ou simplesmente por não perceberem ou entenderem a necessidade de mudança.

 

Eu arrisco dizer que isso ocorre quando a empresa envelheceu e acomodou-se. Quando a empresa envelheceu suas práticas, envelheceu suas estratégias, suas percepções e, infelizmente, mergulhou na ignorância. Uma empresa que envelheceu, acha que já sabe tudo, acha que já conhece, acha que não precisa mais aprender e nem mudar, acha que fazendo do mesmo jeito alcançará resultados diferentes.

 

As consequências disto podem ser vistas no excesso de demandas urgentes, na troca constante de prioridades, na concorrência de recursos, nos conflitos e sobrecarga das pessoas, no forte comando e controle, na ausência de diálogos construtivos, na falta de comunicação saudável, na hierarquia do medo, nos desmandos, na falta de visão de negócio, no grande número de erros, nos produtos e serviços de má qualidade, no estresse no trabalho, na insatisfação, na negatividade, na desmotivação, no individualismo, na centralização, na falta de confiança e respeito.

 

Esses podem ser sintomas de uma doença que não é tratada a muito tempo, que iniciou com pequenos maus hábitos, que se tornaram rotinas, burocratizaram os processos, centralizaram as decisões e transformaram a cultura e o ambiente organizacional em um local inóspito, escuro e frio.

 

Alguns ainda se fazem valer da máxima de que “Mudar para que? Eu sempre fiz desse jeito e até hoje funcionou!”. E, indiscutivelmente, está claro que funcionou. Caso contrário a empresa não teria chego aonde chegou. Mas, quem sabe, as coisas funcionavam até ontem, hoje, ou funcionarão até amanhã, apenas. E o futuro? Será possível chegar até lá com as mesmas práticas?

 

Para mudar é necessário compreender que se precisa mudar. É fundamental adquirir novos hábitos, praticar novos comportamentos e estes, com o passar do tempo, consolidarão as mudanças, assim como a cultura organizacional, vista como a possível causa da maioria dos problemas de hoje, e que fora criada e sustentada por hábitos ruins de ontem, repetidos hoje pela manhã, ou na última hora!

 

Não estou dizendo aqui que isso é algo fácil de se fazer. Mudar a forma das pessoas pensar e agir é uma tarefa extremamente difícil e desafiadora, que demanda conhecimento, experiência e vivência no assunto. No entanto, com as estratégias certas, conduzidas de forma adequada e no tempo certo, as mudanças ocorrem. Pode ter certeza!

 

Por fim, já está mais que evidente para todos que os tempos são outros; as pessoas são outras; as empresas são outras; o mercado é outro; as técnicas são outras; o mundo é outro; a realidade é outra. Mudanças são inevitáveis e, como teria dito Charles Darwin, “não é o mais forte que sobrevive, nem o mais inteligente, mas o que melhor se adaptar às mudanças”. Isso é ser “ágil”. Será que sua empresa tem essa mesma visão, velocidade e capacidade? 

 

 

 

Please reload

Our Recent Posts

Please reload

Archive

Please reload

Tags

I'm busy working on my blog posts. Watch this space!

Please reload